Publicado em conto, Resenha

Opinando | Vovó Chamou o Diabo para a Ceia por Juliana Daglio

Hoje eu vim falar desse conto que li no início deste mês (janeiro/2019) e tenho revelações a fazer rs


“Poucas coisas nesse mundo têm mais de dois nomes; dentre elas está a realeza brasileira, as genitálias humanas, o próprio ato sexual, e, claro, o Diabo. Seria difícil escolher entre uma de suas múltiplas alcunhas.”
A Ceia de Natal está posta à mesa. A Velha casa dos Vieira arrumada e enfeitada com luzes coloridas e guirlandas. Os quatro filhos da falecida matriarca já chegaram, três dos onze netos também vieram. Os sete membros da família estão sentados na sala, esperando para cumprirem o último desejo de Olegna: assistirem juntos o vídeo com suas últimas palavras. 
Quando o rosto da mulher aparece na tela, já abatida pela doença que ceifou sua vida, sua família mal pode acreditar nas palavras ouvidas. Ao que parece, há um convidado especial entre eles; as portas estão fechadas, os telefones mudos, o pavor se alastrando e os velhos problemas da família emergindo e trazendo o caos. A ceia não é mais feita de peru, farofa com uva passa e salpicão. A refeição principal agora são os pecados e a alma dos Vieira. 
Porque a Vovó chamou o Diabo para a Ceia, e ninguém vai sair vivo de lá. 
Continuar lendo “Opinando | Vovó Chamou o Diabo para a Ceia por Juliana Daglio”
Anúncios
Publicado em Divulgação

Editora publicará terror esquecido há 172 anos !

O livro que inspirou o filme de Tim Burton será publicado no Brasil

Sweeney Todd, o barbeiro demoníaco de Fleet Street, original de 1846

 

Originalmente publicado em 1846, na Inglaterra Vitoriana, Sweeney Todd, o barbeiro demoníaco da Rua Fleet é uma das Penny Dreadfuls mais famosas e queridas de todos os tempos. Lançado periodicamente em capítulos, em um formato semelhante ao folhetim, a história do barbeiro que assassinava seus clientes e fornecia a carne dos corpos para a fabricação das tortas mais famosas de Londres ganhou grande popularidade no século XIX, sendo posteriormente adaptada para o teatro e também para as telonas, graças ao diretor de cinema Tim Burton.

Continuar lendo “Editora publicará terror esquecido há 172 anos !”

Publicado em Primeiras Impressões

Primeiras Impressões| NIHIL por Carolina Mancini | Editora Estronho

A indicação literária de hoje é um trabalho primoroso da amada Carolina Mancini com apoio da Editora Estronho. Confesso que durante as “chamadas” da autora sobre a escrita e preparação do livro, fiquei um pouco ansiosa. Depois que recebi o arquivo para fazer as primeiras impressões eu fiquei impactada com as duas primeiras páginas, em seguida eu surtei rsrs, depois eu fiquei sem palavras! Acreditem! Justo eu que falo algumas milhares delas por minuto rsrs.

 

Bem, vou apresentar o livro, depois continuamos a refletir nele… NIHIL

Continuar lendo “Primeiras Impressões| NIHIL por Carolina Mancini | Editora Estronho”

NIHIL por Carolina Mancini e Editora Estronho

Nihil quote 01

Hoje começo a leitura das primeiras páginas deste livro que promete impactar o leitor com muito mais que um texto, mistérios, drama ou histórias. Este é o livro que vai impactar o leitor até suas entranhas e expor seus mais íntimos medos viscerais.

Bora lá!?

#VEMNIHIL #EDITORAESTRONHO #CAROLINAMANCINI

Publicado em Divulgação, Entrevista, Mural

DiNa – A. Wood – Livro Lázaro Editora …

Olá! Hoje eu venho apresentar esse escritor super simpático e que traz em seus livros uma temática anti – rótulos!
Não sabe o que é isso? Seria algo como quando tachamos um personagem por suas características, esperando que ele apresente um  modo de agir baseado em suas características. Ficou complicado?
Um instante…

 

Anti-rótulo é somo esperar que uma personagem plus size seja comilona, ou um personagem cego seja a vítima da história e não o heroi 🙂
Ficou curioso(a) ?
Bora conhecer autor e obra?

Continuar lendo “DiNa – A. Wood – Livro Lázaro Editora …”

Publicado em Divulgação, Evento Cultural, Mural, Posts

Evento Diversidade Na Literatura Nacional – Susy Ramone

Susy Ramone

Susy Ramone é o pseudônimo de Susana Lima, nascida em São Paulo.

Professora de inglês, artesã e escritora, teve a sua primeira publicação impressa, intitulada O anjo maldito, em 2010.

Participou de diversas antologias de contos fantásticos e como colunista de sites e blogs. Em 2012 teve seu livro O Castelo Montessales publicado e desde então, uma obra de sua autoria chega às mãos dos leitores todos os anos. Samyaza, Linhagem Montessales – Retratos da Inquisição, Poison Heart, O Edifício e O Jardim das Rosas Submersas são os seus trabalhos.

 


 

Link do Evento: http://migre.me/wHG8G

Dia 4 de junho

Horário 13:30 – 17:30

Biblioteca de São Paulo – Parque da Juventude

Av. Cruzeiro do Sul, 2630 – São Paulo