Publicado em Leitura, Resenha

Opinando | Cicatrizes na Alma – Independente

O dia em que me deparei com esse livro, chamou minha atenção logo de cara: pelo tema e pelo título.
O conheci em e-book e comecei a leitura no início deste ano (2019).
Trata-se de um livro que traz pequenos contos sobre depressão e a forma como diferentes pessoas lidam com isso.
A premissa é fantástica! Afinal, tal doença (infelizmente) está epidêmica no mundo. :/

Coloquei expectativas demais nesse livro.

Continuar lendo “Opinando | Cicatrizes na Alma – Independente”
Anúncios
Publicado em Resenha

Opinando | A Ladra de Corpos por Angie Stanley | Independente

A resenha de hoje é sobre um livro com o qual me enganei! Sim!
Fui enganada por um livro! Explico…

Vai buscar um café, uns biscoitos porque a resenha é longa 🤣

Continuar lendo “Opinando | A Ladra de Corpos por Angie Stanley | Independente”
Publicado em Divulgação, Evento Literário, Mural

JORNALISTA VAI PUBLICAR LIVRO DE ROMANCE POLICIAL COM UMA BAILARINA E UM POLICIAL DO BOPE

 

História começa na Rocinha, favela que é palco de diversos confrontos diários

 

WhatsApp Image 2017-10-09 at 00.35.22No dia 11 de novembro, a jornalista Isabelle Reis vai lançar o “Dança Perigosa”, um romance policial que começa na Rocinha, comunidade que foi palco de grandes operações policiais nos últimos meses. O lançamento será na hamburgueria Legião Carioca, em Botafogo, e tem como o objetivo mostrar a real situação do Rio de Janeiro.

 

 

 

“Colocar Matheus e Eliana para se conhecerem em meio a um tiroteio na Rocinha foi na intenção de mostrar que a violência ainda está enraizada lá, mesmo que digam que ela foi pacificada”, comenta a autora do livro. A história começou a ser escrita em agosto de 2016, mas representa boa parte do que os moradores estão passando nos últimos dias com as recentes e frequentes operações policiais na favela, com a intenção de prender o traficante Rogério 157.

CapaFrontal

O romance fala sobre uma bailarina e um policial do BOPE que se conhecem no meio de uma tentativa de prisão do maior traficante da Rocinha e desde então os dois acabam se interessando um pelo outro. Matheus terá que conviver com a diferença de classe da bailarina – já que Eliana tem bastante dinheiro – e com o fato de ela ser filha de um dos juízes mais corruptos do Brasil, e não ter a menor ideia disso.

“A ideia também foi mostrar os dois lados da corrupção. Existem os policiais corruptos, mas além disso existem soldados como o Matheus que vestem a farda para proteger cegamente a sociedade”, concluiu a escritora. E é verdade, Matheus procura por anos Eliana – dentro e fora do país, passando até por Londres -, após ela ser sequestrada, e faz parte de diversas ações na intenção de coibir, não só o tráfico de drogas, mas as quadrilhas de terno que existem no país.

Após um ano de produção, o livro vai ser lançado de forma independente e foi produzido pela Publiquei Editorial. Apesar da grande semelhança com a realidade, espera-se que assim como no romance, a Rocinha tenha um final feliz e de paz para os moradores da região.

 

Serviço:

Local do Lançamento: Legião Carioca – Rua Arnaldo Quintela, 89 – Botafogo

Data: 11/11/207 às 18h30

Sobre o livro:

1ª ed. – Rio de Janeiro: Publiquei Editorial, 2017 ISBN: 978-85-923862-0-7

256 páginas – 16×23 cm

Preço de Capa: R$ 35


 

Publicado em Notícias

EX-CHEFE DE REPORTAGEM TROCA REDAÇÕES POR AUTOPUBLICAÇÃO DE LIVRO DE SUSPENSE POLICIAL

O telefone toca na mesa de uma repórter do Diário Carioca. Do outro lado, desespero. Uma garotinha de 9 anos narra, ao vivo, o crime brutal que vê pela janela de casa. A vítima é sua mãe. O diálogo tenso que se segue prende o leitor já no capítulo inicial do livro “PRIMEIRA PÁGINA – Conflito na Baiana”, livro de estreia na ficção de um jornalista carioca com 25 anos de experiência em redações de jornais diários, como O Globo, Jornal do Commercio, O Dia, Jornal dos Sports e Gazeta Mercantil.

Nos últimos 7 anos (entre janeiro de 2009 e maio de 2016) o jornalista José Maurício Costa, ou JM Costa, como assina sua obra, ocupou o cargo de chefe de reportagem doperfil do autor jornal Extra, um dos maiores diários populares do país. Por lá comandava uma equipe de até 22 repórteres na cobertura diária dos mais diversos assuntos como Cidade, Educação, Polícia, Saúde, Política e Transportes. Com a crise nas redações de todo o país, o seu cargo foi extinto e ele decidiu investir em uma carreira literária, lançando seu primeiro livro aos 44 anos.

Em seu livro de estreia, o autor mescla ficção com críticas sociais e convites à reflexão sobre comportamento humano e a  relação da imprensa com a sociedade. A protagonista da trama é Clara Gabo, uma repórter carioca em início de carreira, que não mede esforços para atender à menina que lhe pediu ajuda por telefone. Mesmo que isso signifique contrariar orientações de sua chefia e colocar a própria vida em risco. Á medida que avança na reportagem e publica seus desdobramentos no jornal, Clara descortina uma série de fatos que podem comprometer a cúpula da segurança no Estado. Aí é que começam os dilemas:

Até que ponto um repórter pode publicar tudo o que descobre? Qual a distância entre a verdade apurada nas ruas e a verdade que acaba noticiada para a população? Será possível para uma repórter novata superar barreiras morais e políticas para cobrar justiça? Isso é o que Clara vai descobrir nos três dias que terá para concluir sua matéria. Além de pressões externas e dentro da própria redação, Clara ainda terá que se preocupar com a segurança de sua principal fonte, uma garotinha que ela só conhece pela voz.

capa de Primeira Página

SINOPSE: O telefone toca na mesa de uma repórter do Diário Carioca. Do outro lado, desespero. Uma garotinha de 9 anos narra, ao vivo, o crime brutal que vê pela janela de casa. A vítima é sua mãe. O diálogo tenso, a partir de então, dita o tom acelerado que acompanha o leitor do primeiro ao último capítulo de “PRIMEIRA PÁGINA – Conflito na Baiana”.
Clara Gabo, repórter carioca em início de carreira, não mede esforços para atender ao pedido de ajuda da menina que lhe procurou por telefone. Mesmo que isso signifique contrariar orientações de sua chefia e colocar a própria vida em risco.
À medida que avança na reportagem e publica seus desdobramentos na primeira página do jornal, Clara descortina uma série de fatos que podem comprometer a cúpula da segurança no Estado e até mesmo a sua carreira.

Romance policial / Suspense e Mistério / ISBN-13: 9788592269906 / Ano: 2017 / Páginas: 168 / Idioma: português / Editora: Independente

 

 

LIVRO FAZ SUCESSO COM VERSÃO ONLINE E GANHA CAMPANHA DE PRÉ-VENDA PARA LANÇAMENTO FÍSICO EM MARÇO

A opção por uma publicação física independente veio depois do sucesso de crítica que o livro obteve na plataforma digital Wattpad. Publicado por lá entre outubro e novembro de 2016, o livro coleciona centenas de comentários elogiosos. Alguns deles ganharam um capítulo específico na publicação digital, batizado de “Dos Leitores”. Em dezembro, o jornalista abriu a pré-venda do livro físico em uma campanha de crowdfunding na plataforma Kickante. Vendeu 130 livros de forma antecipada e bateu a meta de 90% dos R$ 8 mil que pedia para rodar uma primeira edição independente.

— Ainda não me sinto maduro para as livrarias. No momento estou investindo na formação de uma base de leitores. A publicação digital no Wattpad me deu um bom termômetro de como o público avalia a obra. Agora essa primeira edição independente me dará munição para sair em campo divulgando livro e fomentando o boca a boca — revela o autor.

Para chamar a atenção para seu livro de estreia, JM Costa produziu um book trailer em que reproduz o telefonema da garotinha para a repórter, na redação do jornal. O resultado ficou tão realista que, não raro, ele precisa explicar que o áudio é uma encenação.

— Gosto de brincar com esse limiar entre ficção e realidade. Eu passei os últimos 25 anos contando histórias da vida real. A ideia agora é mesclar realidade e ficção para contar minhas próprias histórias. Mas acredito que, por conta da minha formação, minhas histórias sempre terão referências reais e críticas sociais — resume o autor que, além de escritor, é divulgador, editor e vendedor de sua própria obra.

LINK DA CAMPANHA DE PRÉ-VENDA DO LIVRO: https://www.kickante.com.br/campanhas/pre-venda-do-livro-primeira-pagina

LINK DO BOOK TRAILER COM A PREMISSA DO LIVRO:

VERSÃO DIGITAL DO LIVRO NO WATTPAD:

https://www.wattpad.com/story/87429661-primeira-página-conflito-na-baiana

ENTREVISTA DO AUTOR AO JORNAL EXTRA SOBRE O LIVRO:

https://www.facebook.com/jornalextra/videos/1452204564812489/

FANPAGE DO AUTOR:

https://www.facebook.com/jmcostaescritor/

INSTAGRAM:

@jmcosta_escritor

 

Publicado em Divulgação, Mural

DiNa || LIDIA RAYANE – ROMANCE EM SAN MARINO – INDEPENDENTE

capa de San MArino.jpg

SINOPSE

Ela havia nascido para ensinar. Ele, para governar. Só precisavam que o destino os unisse…

Em meio às guerras napoleônicas, a pequena república de San Marino ainda permanece livre com as graças do Imperador Bonaparte. Mas a paz que reina no Monte Titano não se aplica a Ângela Olivério.

Pressionada por seus pais para aceitar um casamento arranjado, a jovem de 19 anos se pergunta quem em pleno século XIX aceitaria se casar com uma professora cheia de sonhos idealistas.

As inquietações também não abandonam Marco Casali. Comprometido com a bela Alessa Vicini e filho de um dos governantes mais importantes de sua geração, o galante rapaz se sentia preparado para substituir o lugar do pai no Conselho de San Marino. Isso até o dia em que foi envergonhado diante de seus mais importantes líderes. Como ele poderia se tornar o capitão-regente de um país cuja história e povo mal conhece?

Depois de um inesperado encontro, Marco descobre em Ângela a mentora improvável de que precisa. Sob a promessa de que ele lhe conseguirá uma audiência com os próprios capitães-regentes, Ângela aceita a missão de instruí-lo nos preceitos da República sem saber que, terrível e irreversivelmente, seu coração seria arrebatado logo por ele — um rapaz destinado à outra garota.

Mas o que ambos não imaginam é que, à medida que lutam contra o sentimento crescente entre eles, a chegada de dois estrangeiros ameaça a liberdade de San Marino.”

 

Título “Romance em San Marino: Livro I”  / Autora: Lídia Rayanne / Ano de Publicação: 2017 / Pág. 511 /  Independente /  ISBN: B01N32P9IU /  Romance / Entretenimento / Aventura

 

 

BORDER (5)

SOBRE A AUTORA

 

perfil.png

Fortalezense e formada em Design de Moda, Lídia Rayanne sempre foi tão apaixonada por livros que um dia decidiu escrever um. Nerd e romântica incurável, é colunista no site Tracinhas, onde compartilha seus surtos literários e contos publicados em antologias junto de suas amigas. Romance em San Marino é o seu primeiro livro.

 

BORDER (5)

Incentive o trabalho da autora!!

Site da autora: http://www.lidiarayanne.com.br/

Onde comprar: https://www.amazon.com.br/dp/B01N32P9IU/ref=sr_1_1?ie=UTF8&qid=1484169510&sr=8-1&keywords=romance+em+san+marino

Skoob: https://www.skoob.com.br/livro/643989ED645867

Booktrailer: https://www.youtube.com/watch?v=nFuvVxch_bE

Facebook: https://www.facebook.com/romanceemsanmarino/?notif_t=page_invite_accepted&notif_id=1484172308660767

Instagram: https://www.instagram.com/romanceemsanmarino/

BORDER (5)

recorte de San MArino

QGprata1

Publicado em Divulgação, Posts

Escritor lança livro infantil sobre criança transgênero

Olá, leitores !

O tema de hoje é algo ainda muito polêmico e discutido não só no meio literário, mas também religioso, filosófico e antropológico , entre outros.

Quero apresentar essa obra de um autor brasileiro que promete esclarecer o público infantil acerca da identidade de gênero!

O Espelho de João - Capa

Em “O Espelho de João”, o protagonista se enxerga como uma menina ao se olhar no espelho e precisa de ajuda para entender a sua identidade

A transexualidade é um assunto que, por conta do tradicionalismo do brasileiro e receio de muitos pais, ainda não é amplamente discutido com crianças e adolescentes. Pensando nisso, o escritor e jornalista itaquaquecetubense Ramon de Souza, autor dos livros “Rato Urbano” (2011) e “Meus preciosos contos tristes” (2017), acaba de divulgar seu mais novo projeto, um livro infantil que conta a história de uma criança transgênero.

Batizada de “O Espelho de João”, a obra possui apenas vinte páginas e é recheada de ilustrações de domínio público para prender a atenção dos baixinhos. A história narra o cotidiano conturbado de João, um garoto que não sabe o que fazer após perceber que, ao se ver no espelho, ele enxerga a si mesmo em uma versão feminina. O personagem enfrenta dificuldades sociais e represálias de amigos até encontrar o aliado que finalmente o ajudará a entender e aceitar sua identidade de gênero.

“Por mais que o livro pareça excessivamente polêmico, acredito que é muito importante incluir a transexualidade na literatura infantil. Falar sobre gênero com crianças, diferente do que muitos pensam, não tem nada a ver com sexualizá-las. Quanto mais cedo o indivíduo aprender que o transgênero é algo comum e natural, maiores são as chances dele se tornar um adulto que respeite as diferenças e contribua para uma sociedade mais igualitária”, afirma o autor.

“O Espelho de João”será lançado no início de abril, mês em que é comemorado o Dia Internacional do Livro Infantil (02/04) e o Dia Nacional do Livro Infantil (18/04). Para divulgar o título — cuja primeira edição será impressa de forma 100% independente –, o autor já está disponibilizando-o na pré-venda por R$ 10 através de sua página oficial no Facebook e pela plataforma Kickante. “Não é uma campanha de financiamento coletivo. A pré-venda através do Kickante permite ter uma ideia melhor sobre o tamanho do público que o livro terá e imprimir uma tiragem equivalente à demanda”, ressalta. Os interessados em adquirir “O Espelho de João” podem contatar o escritor em sua página oficial ou visitar a página da obra no Kickante.

Capa Facebook.png
Sobre o autor: Ramon de Souza tem 22 anos e é autor de dois livros publicados pela Editora Multifoco: “Rato Urbano” (2011) e “Meus preciosos contos tristes (2017). Também já participou de seis antologias literárias ao longo de sua carreira. Jornalista premiado internacionalmente, acredita que a literatura pode e deve sofrer transformações com o passar do tempo, ganhando uma linguagem mais acessível e abordando temas contemporâneos. Sua marca registrada é a escrita informal, sem firulas, reflexo de sua personalidade caótica e boêmia.

adorno