Publicado em Datas Especiais, Posts

Feliz Dia do Professor!

O que você não sabe poderia abençoá-lo

Cada dia é uma oportunidade nova de tocar, memoravelmente,  a vida de uma criança. Os professores entretanto frequentemente pressionados por cronogramas, horários rígidos, testes de aptidão e interrupções quase perdem de vista a significância desses momentos. Esforçam-se para fazer o serviço que está diante deles, cuidam das necessidades dos alunos, dividem um pouco do seu conhecimento, mas sequer percebem o impacto que estão causando.

Contudo, olhinhos estão vendo. Coraçõezinhos estão tendo seus princípios fundamentais afetados. E o professor que ensina com diligência está provavelmente, tocando vidas de maneiras tão variadas, que jamais terá consciência disso. E tais vidas ainda são influenciadas. Em todos os anos letivos, e diariamente.

A prova de que isso acontece está entranhada nas histórias contadas por professores veteranos (tempos após haverem acontecido, é claro). Esta aconteceu quando a senhora Johnson encontrou Jenny White, de trinta e três anos, numa mercearia. Jenny disse entusiasmada: “Não imagina o quanto foi importante você haver escrito um bilhete à minha madrasta contando-lhe que eu fora prestativa na aula”.  Ou quando correu na direção do Senhor Davis o jovem Jason Oleander (o garoto de quem todos diziam que certamente seria preso), de ótima aparência em seu terno impecável. “Senhor Davis, já lhe disse o quanto sou grato por ter me incentivado a estudar aritmética? Agora que me formei, sempre dou todo o crédito ao meu professor de matemática da quinta série.”

Considere todas as histórias que os professores nunca ouviram para casa história partilhada há milhões que nunca foram divididas mas o impacto na sociedade e a gratidão permanecem os mesmos e os professores podem estar certos de que muitas muitas histórias de sucesso que jamais ouviram ou conheceram mas não é a gratidão o motivo de estar ensinando é

O propósito de ensinar uma criança é habilitada a prosseguir sem o professor Helbert Hubbard

 

Fonte:Uma Maçã para meu professor, Melody Carlson – CPAD

Anúncios
Publicado em Posts

11 de Outubro – Dia Internacional das Meninas

Essa postagem da Helen está demais 🙂

Bora conferir no Aleatória é a mãe?

Esse ano o tema da campanha desse ano é “EmPOWER girls: Before, during and after conflict” – EmPODERAR meninas: Antes durante e depois do conflito. De acordo com a ONU Mulheres, mulheres e crianças são mais de 3/4 das pessoas que se tornam refugiadas ou deslocadas internas. Mulheres e meninas são as mais vulneráveis a violências sexuais e de gênero. As meninas são mais propensas a abstenção escolar durante desastres que os meninos. E muitas vezes são forçadas a casar como forma de garantir a segurança dos familiares e a própria.”

Adoro essa data! Hoje, 11 de Outubro é comemorado o Dia Internacional da Menina. Essa data foi instituída pela ONU em 2012, com o objetivo de promover os direitos de meninas e mulheres adolescentes e eliminar as desigualdades de gênero em todo mundo. Essas desigualdades incluem a proteção contra a discriminação de gênero, violência e casamento infantil, direito à educação, à nutrição e cuidados médicos.

De acordo o relatório da ONG Save the Children, o Brasil é o pior país da América do Sul para ser menina.

Há 3 anos, quando me descobri grávida de menina, comecei a refletir mais sobre a realidade da mulher na nossa sociedade, e o que a minha pequena enfrentaria quando viesse a esse mundo. Não que notícias sobre casamentos infantis, tráfico infantil, e tantos outros assuntos não me chocassem antes. Mas ao me deparar com a responsabilidade de criar uma menina para…

Ver o post original 300 mais palavras

Publicado em Divulgação, Mural, Posts

DINA ||CAROLINA MANCINI

Olá, leitores!!

Hoje o DiNa é sobre essa maravilhosa escritora, cujo livro me apaixonei irremediávelmente!!!! Carolina Macini!

 

Vem comigo!!

 

1898362_392883450890722_230453933613811278_o

 

Carolina Mancini em entrevista à Lilian Vaccaro, editora chefe da Coerência!

 

12049492_1169479143063105_2083438276808964273_n

1. Do que trata o seu Livro? Como foi escrevê-lo e qual o público que se destina sua obra? 
Um livro de fantasia contemporânea, que trás as criaturas mágicas aos poucos na trama, pois o foco é discutir comportamentos morais das pessoas. É uma história para emocionar e fazer pensar nas atitudes que tomamos nos nosso cotidiano, e a fantasia, é tanto uma metáfora, como também – e acho que principalmente – uma forma dessas escolhas e atitudes serem levadas ao extremo. Escrever o Dias de Chuva foi uma tarefa árdua, e cheia de paixão, que durou anos, já que tanto a história precisava amadurecer, como eu, enquanto autora. E acho que o mais importante, foi ter parceiros maravilhosos, dentro e fora da Editora Estronho, que sempre exigiram meu melhor. Ele pode se encaixar para o público juvenil e adulto. Algumas passagens são tensas e exigem uma leitura de mundo mais séria, no entanto, não impede o aproveitamento de um jovem leitor (que por sinal, tenho já alguns que tem adorado)
2. Fale de seus projetos, se é seu primeiro livro, se tem outros ou se pretende escrever outros…
Dias de Chuva foi meu primeiro romance, meu primeiro livro solo. Mas já havia participado de antologias de terror – acredito que umas seis – e também de poesias. Por enquanto, trabalho na divulgação via Wattpad, onde publico meus contos e uma aventura infantojuvenil chamada A Ilha dos Tubarões. E claro, estou a todo vapor na finalização de meu segundo livro Nihil, que já esta na parte de revisão junto a editora e deve sair no segundo semestre de 2017. Este será uma distopia com terror psicológico, e é bem diferente do Dias de Chuva.
3. O que você acha da profissão de escritor num país com poucos leitores e onde a leitura é pouco valorizada? 
É uma profissão pois investimos e queremos crescer e melhorar, levando sim com profissionalismo, mas não tenho a pretensão de viver disso. Afinal, até os nossos clássicos eram funcionários públicos ou exerciam outras profissões. No entanto, acho que o que torna difícil nosso crescimento nem é a falta de leitores, mas sim, a competição desleal com os grandes títulos que são importados, pelos quais a maioria das editoras dão preferência, deixando o profissional brasileiro em terceiro, quarto, ou quinto plano.
4. Como conheceu o Blog Caderno da Lua? 
Através dessa leitora e blogueira magnífica que é a Lua (e se você apagar essa parte, eu tenho print, e posto nos comentários hahahaha). Acho que foi nas primeiras impressões do Dias de Chuva, não? Memória de peixe, eternamente.
5. Por que seu livro deve ser lido? Alguma mensagem especial para seus leitores?
Uau. Pergunta forte essa. Acredito que o Dias de Chuva deve ser lido pois, nenhum dos leitores dele, até o momento, (ao menos dos que falaram comigo) terminaram a leitura do mesmo modo que começaram. Há sempre uma reflexão sobre escolhas, sobre planos de vida, sobre amor. Mesmo os que não choraram, disseram se emocionar pela história que tira você do lugar de conforto e pode lhe colocar em um grande mar de dúvidas a cerca da moral, do certo e do errado.

INCENTIVE O TRABALHO DA AUTORA, VISITE:

Estronho
skoob
Imagem3
Facebook da Carol

Capa Oficial

A imagem pode conter: 2 pessoasBiografia Carolina Mancini:  Carolina adotou o sobrenome Mancini em homenagem à avó, com quem passava grande parte de seus dias durante a infância. Apaixonada pela arte, é professora, formada em Teatro, ilustradora e escritora, tem textos publicados em antologias de contos e poesias, e seus desenhos podem ser vistos em capas e internas de livros de fantasia e infanto-juvenil. Participou por três anos com artes e histórias quinzenais para o site Quotidianos, de literatura fantástica, e escreveu a história juvenil O Mirante do Tempo, para o folhetim do Jornal de Brusque. Autora do romance de literatura fantástica “Dias de Chuva” – Editora Estronho –, lançado em maio de 2016, trabalha na finalização de seu segundo livro, Nihil (com previsão de lançamento para 2017), e em futuras obras no campo da fantasia. Para saber mais, acesse: carolinamancini.blogspot.com.br

Atenção!

Quer ganhar um kit de marcadores e coisas legais?

Curta esta postagem aqui no blog,

comente #EuQueroDiasDeChuva e

 compartilhe 🙂 em alguma rede social!

Pronto! Todas as pessoas que participarem concorrem a um kit com marcadores do livro + marcadores do blog e um passaporte de literatura 🙂
*promoção válida para residentes no Brasil.
*comentários serão computados até dia 25 de setembro 🙂 e o prazo para sorteio e envio é de 15 dias !
BOA SORTE!
Lua Andrade
Publicado em Divulgação, Entrevista, Posts

Pré-Venda | Um Amor Para Toda Vida | Érica Christieh | Editora Fonzie

Olá!

Desesperadamente apaixonada por essa capa!

UM-AMOR-PARA-VIDA-TODA-386x600

Hoje vim apresentar para vocês esse livro divoso que está em PRÉ-VENDA pelo site da EDITORA FONZIE !

SINOPSE: Alicia é uma jovem cristã que recebe uma proposta para trabalhar em um importante jornal, na Cidade do México. Realizando o sonho de jornalista em escrever matérias sobre sua fé, ela conhece e se apaixona por Miguel, ateu e cantor de uma banda famosa. Disposta a cumprir sua missão, Alicia propõe a ele um desafio: acreditar em Deus em apenas uma semana.

 

skoobISBN-13: 9781974650491
Ano: 2017 / Páginas: 194
Idioma: português
Editora: Fonzie

 

Continuar lendo “Pré-Venda | Um Amor Para Toda Vida | Érica Christieh | Editora Fonzie”

Publicado em Posts, Repost

Uma breve reflexão sobre preconceito literário

Um daqueles artigos que valem cada letra lida ❤ LEIAM!

Por que (ainda) torcemos o nariz para os livros clássicos e mais populares?

“Eu amo ler livros de fantasia, tenho boa parte da coleção do Tolkien, todos os livros do Harry Potter e de Game of Thrones. Gosto de chick-lit, se for de qualidade. Aprecio textos que me ajudam a superar momentos difíceis. Procuro ler ao menos um livro clássico todos os anos. Sou fã de livros de filosofia, pois me conduzem ao mundo das ideias de forma ordenada e desfazem os nós da minha cabeça.

Mas, nem sempre fui assim. Até pouco tempo atrás, eu costumava reproduzir um discurso muito preconceituoso sobre as preferências literárias de algumas pessoas.

Quer dizer, os gostos dos outros não deveriam nos incomodar tanto. Talvez nos incomodem, pois queremos colocar a literatura em um pedestal desnecessário – como eu fazia. Quando estava na faculdade, acreditava que todos deveriam começar a cultivar hábitos de leitura com títulos clássicos, que fazem parte do cânone adotado pelo mundo acadêmico. Como eu era arrogante! E contraditória, pois justamente nesse período eu devorava os casos de mistério de Agatha Christie sem parar.”

Mil Palavras por Dia

Por que (ainda) torcemos o nariz para os livros clássicos e mais populares?

Eu amo ler livros de fantasia, tenho boa parte da coleção do Tolkien, todos os livros do Harry Potter e de Game of Thrones. Gosto de chick-lit, se for de qualidade. Aprecio textos que me ajudam a superar momentos difíceis. Procuro ler ao menos um livro clássico todos os anos. Sou fã de livros de filosofia, pois me conduzem ao mundo das ideias de forma ordenada e desfazem os nós da minha cabeça.

Mas, nem sempre fui assim. Até pouco tempo atrás, eu costumava reproduzir um discurso muito preconceituoso sobre as preferências literárias de algumas pessoas.

Quer dizer, os gostos dos outros não deveriam nos incomodar tanto. Talvez nos incomodem, pois queremos colocar a literatura em um pedestal desnecessário – como eu fazia.  Quando estava na faculdade, acreditava que todos deveriam começar a cultivar hábitos de…

Ver o post original 1.018 mais palavras

Publicado em Datas Especiais, Posts

7 obras de arte que definem o amor melhor do que palavras #DiaDoAmorQG 6

Bom dia!

 

Estamos quase no fim  destas postagens! Eu adorei fazê-las 🙂

6. Dormir. Dormir. Dormir. Vai dizer que dormir também não é amor?

Continuar lendo “7 obras de arte que definem o amor melhor do que palavras #DiaDoAmorQG 6”

Publicado em Datas Especiais, Posts

7 obras de arte que definem o amor melhor do que palavras #DiaDoAmorQG 2

Continuando a série SETE OBRAS DE ARTE QUE DEFINEM O AMOR … Hoje com a obra de Rembrandt, no quadro O retorno do filho pródigo.

Continuar lendo “7 obras de arte que definem o amor melhor do que palavras #DiaDoAmorQG 2”

Publicado em Divulgação, Evento Cultural, Mural, Posts

Evento Diversidade Na Literatura Nacional – Susy Ramone

Susy Ramone

Susy Ramone é o pseudônimo de Susana Lima, nascida em São Paulo.

Professora de inglês, artesã e escritora, teve a sua primeira publicação impressa, intitulada O anjo maldito, em 2010.

Participou de diversas antologias de contos fantásticos e como colunista de sites e blogs. Em 2012 teve seu livro O Castelo Montessales publicado e desde então, uma obra de sua autoria chega às mãos dos leitores todos os anos. Samyaza, Linhagem Montessales – Retratos da Inquisição, Poison Heart, O Edifício e O Jardim das Rosas Submersas são os seus trabalhos.

 


 

Link do Evento: http://migre.me/wHG8G

Dia 4 de junho

Horário 13:30 – 17:30

Biblioteca de São Paulo – Parque da Juventude

Av. Cruzeiro do Sul, 2630 – São Paulo