Publicado em música, Musicalidade

Caderno Musical | Kell Smith – Era Uma Vez

Era uma vez – Kell Smith

Era uma vez
O dia em que todo dia era bom
Delicioso gosto e o bom gosto das nuvens
Serem feitas de algodão
Dava pra ser herói no mesmo dia
Em que escolhia ser vilão
E acabava tudo em lanche
Um banho quente e talvez um arranhão
Dava pra ver, a ingenuidade a inocência
Cantando no tom
Milhões de mundos e os universos tão reais
Quanto a nossa imaginação
Bastava um colo, um carinho
E o remédio era beijo e proteção
Tudo voltava a ser novo no outro dia
Sem muita preocupação

O tempo da infância é um tempo de muitas experiências boas (algumas nem tanto) e, talvez, porque tudo seja uma novidade, o encantamento com o aprendizado passa a ser realmente um deslumbramento com o mundo, de uma forma natural , sem que percebamos, afinal, ainda somos crianças. Mesmo quando o tombo chega e choramos de dor, pensamos que essa é uma das piores. 

É que a gente quer crescer
E quando cresce quer voltar do início
Porque um joelho ralado
Dói bem menos que um coração partido
É que a gente quer crescer
E quando cresce quer voltar do início
Porque um joelho ralado
Dói bem menos que um coração partido

Eu me lembro quando tinha 12 anos. Ah, como eu queria ter 18! Pra quê? Para namorar, “tirar” carteira de motorista rsrs e fazer o que eu quiser! Quando cheguei aos 15, percebi que já era melhor que 12, mas ainda não era 18!! Hoje aos 37 eu penso que cada idade tem sua beleza e sua dor. Procuro não olhar para trás com pesar e remorso de ter ou não ter feito alguma coisa. Porque isso pode trazer um abismo enorme na mente e no coração da gente! A regra que adoto para mim é que devo viver o hoje, aprender com o ontem e nada esperar do amanhã, a não ser uma nova oportunidade, um dia de fazer tudo de outro jeito. 

Dá pra viver
Mesmo depois de descobrir que o mundo ficou mau
É só não permitir que a maldade do mundo
Te pareça normal
Pra não perder a magia de acreditar na felicidade real
E entender que ela mora no caminho e não no final

Hoje eu consigo olhar para trás e enxergar como a rotina da vida era, como era mais simples ser adolescente nos anos 80, como foi muito bom ter aprendido valores que baseiam e norteiam minhas atitudes de hoje. Atitudes como olhar e descobrir que o mundo ficou mau” e saber onde buscar um valor moral para confrontar a ‘normalidade’ e “não permitir que a maldade do mundo me pareça normal”, acreditando que posso seguir olhando o mundo de forma a enxergar o que ainda tem de belo, de encantador. Muitos adolescentes de hoje não conseguem se encantar com o mundo ou se encantam de forma deturpada. Não anulo suas razões e nem aponto suas falhas. Apenas compreendo e sinto muito pelo enorme tempo que passam sós, aprendendo sem orientação correta que a maldade do mundo não precisa entrar neles. Que existe uma possibilidade de encantamento ainda. Que é possível embasar-se em pontos mais sólidos do que as variáveis midiáticas.

É que a gente quer crescer
E quando cresce quer voltar do início
Porque um joelho ralado
Dói bem menos que um coração partido
É que a gente quer crescer
E quando cresce quer voltar do início
Porque um joelho ralado
Dói bem menos que um coração partido

Um joelho ralado só dói bem menos que um coração partido para quem cresceu. 

Você já viu uma criança com o coração partido? Já observou  como é traumatizante para a vida toda uma marca dessas na infância?

Para alguns adultos, o joelho ralado dói menos. Para mim, que já tive o coração partido algumas vezes, também. Mas, doeria mais em mim, se fosse o contrário. 

Meu verso favorito: “Pra não perder a magia de acreditar na felicidade real
E entender que ela mora no caminho e não no final”


faixa musical


 

Anúncios

Autor:

Poetisa da vida, Leitora por vontade, Ferroviária por destino, Rabiscadora de Cadernos, Apaixonada por Livros, pelos amigos, pela vida e filosóficamente dramática :) - Jundiaí - SP - Brasil ! #APOIOAUTORESNACIONAIS

2 comentários em “Caderno Musical | Kell Smith – Era Uma Vez

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s