Publicado em a viajante das estrelas, Posts

[AVDE#10] Relembre os principais livros do autor americano Philip Roth

Escritor morreu na terça-feira, aos 85 anos, por causa de uma insuficiência cardíaca

Ver a imagem de origemO escritor americano Philip Roth, trabalhando em um manuscrito em 1968 (Bob Peterson/The LIFE Images Collection/Getty Images)
Philip Roth publicou mais de trinta livros, essencialmente romances, que marcaram a literatura contemporânea. O escritor americano morreu nesta terça, aos 85 anos, por causa de uma insuficiência cardíaca. Em mais de sessenta anos de carreira, conquistou diversos dos prêmios literários relevantes, incluindo o Prêmio Pulitzer. Não conseguiu, porém, o reconhecimento da Academia Sueca de Literatura, como o Nobel.

Não é fácil nem prudente destacar títulos na obra de Roth, mas abaixo, alguns dos mais importantes traduzidos no Brasil pela Companhia das Letras:
Adeus, Columbus (1959)

O livro de estreia de Roth é composto de uma coletânea de ficções curtas, consideradas até hoje uma das suas narrativas mais bem realizadas. Entre os contos estão A Conversão dos Judeus e Eli, o Fanático.
O Complexo de Portnoy (1969)

A narrativa do jovem advogado Alexander Portnoy conquistou o coração da crítica e do público nos Estados Unidos. O livro chegou a ocupar o primeiro lugar das principais listas de best-sellers do país. A obra acompanha o relato do protagonista no divã do seu psicanalista com muita ironia.
O Teatro de Sabbath (1995)

O romance conta a história do sexagenário Mickey Sabbath, um artista de fantoches aposentado. Sujo e trapaceiro, o protagonista arrasta o leitor para um mundo de morte e adultério e propõe uma reflexão sobre até que ponto é possível escrever sobre o sexo.
Em 2013, Roth afirmou que O Teatro de Sabbath era o seu livro favorito de toda a carreira. “É isso o que você procura quando se é escritor. Você procura a sua própria liberdade, para perder sua inibição e mergulhar profundamente nas suas memórias, experiências e vida e então, encontrar a prosa que vai persuadir o leitor”, afirmou em entrevista ao site americano The Wrap.


Fonte Revista Veja Online 

Anúncios

Autor:

Poetisa da vida, Leitora por vontade, Ferroviária por destino, Rabiscadora de Cadernos, Apaixonada por Livros, pelos amigos, pela vida e filosóficamente dramática :) - Jundiaí - SP - Brasil ! #APOIOAUTORESNACIONAIS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s