[Poesia] FLORÃO DA AMÉRICA por Andrade Jorge

Texto escrito em agosto/2005, será que mudou ou mudará?

 

Faixa Bandeira Brasileira

 

 

Florão da América, 1977, óleo sobre tela, coleção André Finger 

Naquele reinado onde a terra é fértil,
tudo que se planta dá,
o trono era verde amarelo,
os príncipes vestiam vermelho
no palácio azul caramelo,
a Coroa aparentemente era o espelho,
fulgurava, reluzia no florão da América,
mas tudo tem um preço $real,
e no labirinto palaciano,
alianças espúrias, acordos secretos
sustentavam aquele reinado sul americano;
E o povo? Ah! Os súditos
sobreviviam da esperança prometida,
matavam a fome com brioches de sonhos,
como sonho foi o trabalho, a lida,
sofriam impotentes, sem vertentes,
noite sem lua, nem estrelas…
os vassalos-bonecos exploravam o tesouro,
arrancados do povo já sem couro.
O rei? Borboleteava em sua carruagem voadora,
perdido no deslumbramento imperial,
tornava realidade a irreal revolução dos bichos, afinal
a ideologia experimentava o poder,
se embebedando com o veneno da ambição,
mas nesta Partilha Tenebrosa, a escusa ação
da avidez, da ganância escabrosa,
espalhou-se nos corredores e salas da arrogância,
exalando os odores da podridão,
até que explodiu a Cabeça-de-Negro*
na fala de um desgarrado,
e nobre cabeças rolaram no tapete sem chão,
os Silvas, Souzas, Marias
viram a verdadeira face da corrupção,
ainda assim naqueles dias,
o rei sorria …. Sem sorte, sem trilho,
na coroa uma estrela sem brilho,
no ar um clamor mudo, forte,
a imponência desandou.
E quem quiser escreva outra história,
porque essa ainda não acabou …

A. Jorge
direitos autorais registrados
Agosto/2005

Nota do autor: Cabeça-de-negro é uma planta de nome científico Cayaponia tayuya, a tayuya que possui muitas indicações medicinais, mas também conhecida pelo nome de uma árvore de pequeno porte, da família das Anonáceas, gênero Annona, e também do seu fruto. Ocorre nos cerrados do Brasil. Também é conhecida como araticum-liso, fruta-do-conde, ata ou pinha, igualmente com propriedades medicinais.


Boa reflexão 🙂

Anúncios
Publicado em Resenha

Opinando | Elevador 16 por Rodrigo de Oliveira | Faro Editorial

Olá!

A indicação literária de hoje é um livro de gênero ficção brasileira (ambientado na cidade de São Paulo) e que traz como tema: zumbis!

Continuar lendo “Opinando | Elevador 16 por Rodrigo de Oliveira | Faro Editorial”

A imagem pode conter: Andrade Jorge

Fragmento de Poesia por A. Jorge

“Uma mistura certeira de fantasia, romance e aventura!” Bianca Gulim

 

Continuar lendo ““Uma mistura certeira de fantasia, romance e aventura!” Bianca Gulim”

Publicado em Reflexão

[Reflexão] Dia de Finados

Recebi essa mensagem de um amigo querido, o qual ganhei através da ferrovia: Reginaldo Saquete 💕 Canal Saquete é Show
Jasmin Manga - faixa
Palavras interessantíssimas do Papa sobre o Dia de Finados:
O Ser humano é estranho…
Briga com os vivos e leva flores para os mortos.
Lança os vivos na sarjeta e pede um “bom lugar para os mortos“.
Afasta-se dos vivos e se agarra desesperado quando estes morrem.
Fica anos sem conversar com um vivo e se desculpa e faz homenagens quando este morre.
Não tem tempo para visitar o vivo, mas tem o dia todo para ir ao velório do morto.
Critica, fala mal, ofende o vivo, mas o santifica quando este morre.
Não liga, não abraça, não se importam com os vivos, mas se autoflagelam quando estes morrem
Aos olhos cegos do homem, o valor do ser humano está na sua morte e não na sua vida.
É bom repensarmos isto, enquanto estamos vivos!
(Papa Francisco)

Feliz Dia do Livro!!

Conte-me sobre suas releituras 🙂 Eu ainda não reli nenhum livro porque ainda não tive tempo rsrs

 

Um livro é um presente, é um abraço, é companhia, é alento. 

Seja qual for sua preferência estilística, leia sempre, leia mais, aprenda mais 🙂 

VIVA O DIA DO LIVRO! 

Publicado em Resenha

Opinando | Verme! por Jim Carbonera

Olá!

A indicação literária de hoje é de um escritor atencioso e inteligente, o qual eu conheci através da Thaís, uma querida amiga e leitora 🙂

Vocês sabem que eu sou um pouco atrapalhada e para variar … (risos), comecei a ler os livros em ordem inversa 🙂 Li primeiro o terceiro livro ( RESENHA AQUI ) Foi de propósito, eu juro! (risos!) Para provar que é possível 🙂

Bora lá conhecer VERME!, o segundo livro da série de três que conta a história de Rino Caldarola, jovem de classe média, boêmio e escritor, descrito e exposto por ele mesmo em um romance NU e CRU (como eu rotulei – risos!) ou usando o termo correto : Realismo Urbano!

Continuar lendo “Opinando | Verme! por Jim Carbonera”

Realismo Urbano, o que é?

Continuar lendo “Realismo Urbano, o que é?”

Pássaros e Livros

Quem nunca se deixou levar pela leitura de um bom livro, não sabe o que é viajar mundos sem sair do lugar !


Boa Leitura 🙂